Falta de cuidado com saúde bucal pode provocar o mal de Alzheimer e doenças cardíacas

PUBLICADO EM 27/03/17

Em apenas 1 ml de saliva há aproximadamente 150 milhões de bactérias. O que muitos não imaginam é que se a saúde bucal não está em dia essas bactérias podem provocar inflamações na gengiva e, consequentemente, entrarem na corrente sanguínea e irem direto ao coração. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto do Coração (Incor) 45% das doenças cardíacas tem origem na cavidade bucal, devido a cáries profundas com comprometimento do canal, gengivite, restos de dente e abscessos.

O dentista especialista em periodontia Alessio Uemura reafirma os dados do estudo e alerta que mais do que um belo sorriso, a saúde bucal está ligada diretamente ao coração. “A saúde da boca é primordial para um coração saudável. Quando os dentes não são bem cuidados, as bactérias responsáveis pelas cáries e gengivites encontram um espaço para habitar. Esse quadro evolui silenciosamente, as bactérias atuam de forma cada vez mais profunda, vão para corrente sanguínea e se alojam nos tecidos do coração”. “Uemura diz ainda que o principal sintoma a ser observado é o sangramento, já que uma gengiva saudável não sangra”, explica.

De acordo com o Alessio, as bactérias presentes na gengivite e periodontite, também podem provocar um parto prematuro. “Elas colonizam a placenta e podem fazer com que ela se rompa antes do tempo”, afirma.

Pessoas com pouca higiene bucal ou gengivite também correm grande risco de desenvolver a doença de Alzheimer, foi o que um estudo conduzido pela Escola de Medicina e Odontologia da Universidade Central de Lancashire (UCLan) descobriu. Os pesquisadores examinaram pacientes com e sem a doença degenerativa e descobriram a presença da Porphyromonas (bactéria associada à doença periodontal crônica) no cérebro das pessoas com Alzheimer.

Afaste as doenças

Fazer visitas pelo menos duas vezes por ano ao dentista é o melhor caminho para manter a boca, o coração e mente saudáveis. Quem tem problema cardíaco e diabetes deve procurar um profissional com mais regularidade.

Outra forma de manter o inimigo longe é adotar hábitos de higiene adequados sempre após as refeições. “ Adotar uma rotina de escovação dos dentes e língua, utilizar o fio dental e antisséptico bucal é a indicação mais assertiva para evitar doenças. Fazendo isso todos os dias depois de se alimentar vai prevenir a periodontite, inflamação que atinge a gengiva, e, consequentemente, diminuir as chances de entrada de bactérias na corrente sanguínea”.

Fonte: https://goo.gl/avTIGl