Como identificar Bruxismo Infantil?

PUBLICADO EM 21/03/17

Bruxismo é definido como “a atividade muscular mandibular repetitiva caracterizada por apertar, ranger forçar ou empurrar a mandíbula, o que pode ocorrer durante a vigília e/ou sono”.

Pode ser classificado de duas formas:

Bruxismo primário: O bruxismo primário é um distúrbio crônico, persistente que aparece na infância e na adolescência.

Bruxismo secundário: É associado a algumas condições, ou após a exposição do paciente a fatores ambientais.

Cada vez mais as evidencias mostram que o bruxismo tem origem central e não periférica e suas possíveis causas baseadas em conhecimentos científicos são:

Genética (21% a 50%);
Estresse;
Obstrução de vias aéreas superiores;
Síndrome da apneia obstrutiva do sono;
Hábitos para dormir;
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade;
Doenças neurológicas.
O diagnóstico pode ser feito através do auto relato do paciente, observando clinicamente o desgaste da estrutura dental e com exames de polissonografia, que também monitoram a atividade muscular do paciente durante o sono – este é considerado o diagnóstico mais confiável hoje em dia, porém, apresenta limitações como: o alto custo, disponibilidade do paciente e cooperação da criança durante o exame.

No caso do bruxismo infantil, é sempre mais difícil ser feito o diagnóstico, pois vai depender do auto relato da criança, que nem sempre percebe a mudança na sua postura mandibular, e as características físicas que auxiliam no diagnóstico, como: língua adentada e linha alba (hiperqueratose da mucosa da bochecha) que aparecem com mais frequência em adultos e adolescentes.

O tratamento se dá em controlar os fatores associados e proteger as estruturas dentais, que basicamente são feitas com o uso de placas de acrílico que recobrem as superfícies oclusais que estiverem em contato, sempre levando em consideração o crescimento dos arcos dentais da criança.

É importante lembrar que o tratamento deve ser realizado com um profissional capacitado, e que para cada caso será realizado um tratamento especifico.

E no seu consultório, já atendeu muitos casos de bruxismo infantil? Conte aqui nos comentários pra gente como foi o processo de diagnóstico!

Fonte: https://goo.gl/mI0zs0