Margem gengival: a porta de entrada para a saúde oral

PUBLICADO EM 10/03/17

as bactérias se acumulam muito rápido na margem gengival e são particularmente difíceis de serem removidas. é onde ocorrem os maiores erros na escovação dos dentes.

Ao escovar os dentes, muitas pessoas utilizam muita força ao longo do sulco gengival, existente entre os dentes e gengivas. Isto corre de uma forma intuitiva e quase inconsciente. É um fato que o biofilme oral se acumula rapidamente na margem gengival, contribuindo para o surgimento das cáries e inflamações gengivais. É também um fato de que esta área é particularmente difícil de higienizar.


Lesões que podem passar despercebidas por muitos anos

O aumento da força só piora as coisas, especialmente quando se usa uma escova dental com cerdas duras que podem causar danos à gengiva. E isso é algo que pode não ser percebido inicialmente. Muitas vezes, esse tipo de dano só é notado quando as gengivas já retraíram e as raízes dentais ficam expostas. A placa na margem da gengiva deve ser removida com muito cuidado, caso contrário, resíduos de alimentos e bactérias que estão em nossa boca acabam provocando o aparecimento de cáries e, especialmente, a inflamação da gengiva (gengivite). Infecções como essas são bastante prejudiciais, porque com o passar do tempo podem causar periodontite e a perda do elemento dental afetado.


Coração em risco

A falta de atenção não é apenas prejudicial para os dentes e gengivas. Se as toxinas bacterianas presentes na placa e nas gengivas inflamadas caírem na corrente sanguínea, isso provoca situações de perigo para o coração, pulmões, cérebro e sistema imunológico. Como prevenção contra doenças cardiovasculares, os médicos recomendam uma dieta saudável, exercícios físicos e cuidados orais adequados. Pessoas que cuidam com atenção a gengiva reduzem o risco de doença periodontal e suas consequências.


Fonte: https://goo.gl/0plIqI