Sem estresse: pesquisa estuda efeitos da música durante tratamento dentário

PUBLICADO EM 23/07/18


Se ficar na cadeira do dentista costuma ser um tormento para você, um estudo originado de uma parceria entre a Universidade Estadual de São Paulo (Unesp/Marília), Faculdade de Juazeiro do Norte (CE), Faculdade de Medicina do ABC (SP) e Oxford Brookes University (Inglaterra) pode ser um alento. Isso porque os pesquisadores descobriram que ouvir música na hora do tratamento aliviou os efeitos estressantes do procedimento dentário sobre o coração.

Os estudos, publicados na revista Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, analisou os efeitos da música durante tratamento de canal, que consiste na retirada da polpa do dente, tecido encontrado em sua parte interna e que, quando está com problemas, causa muitas dores no paciente.

Foram analisados 50 pessoas (25 homens e 25 mulheres, entre 18 e 40 anos) com pulpite irreversível e necrose pulpar dos dentes da frente superiores e submetidas a tratamento dentário.

Durante a análise, foi investigada a concentração de um hormônio relacionado ao hormônio cortisol (que mede o estresse) por meio da saliva, além da atividade do coração através de um método específico denominado de variabilidade da frequência cardíaca.

Tudo Tranquilo

Os resultados mostraram que a música não influenciou os níveis de cortisol durante o tratamento de canal. Entretanto, quando os voluntários ouviram a canção, percebeu-se que a atividade do coração sofreu menor sobrecarga, indicando que ela aliviou os efeitos estressantes do procedimento dentário sobre o coração.

Fonte: ABO (Associação Brasileira de Odontologia)
https://goo.gl/LSPPx2