Saúde bucal: 4 sinais de que está na hora de repensar sua alimentação

PUBLICADO EM 09/07/18

Aquele famoso ditado “Você é aquilo que você come” é bem conhecido e verídico. A alimentação é responsável por auxiliar diversas funções do corpo, além de ser uma grande fonte de energia para todo o funcionamento. E por isso, ter cuidados com aquilo que você come é tão importante. Entretanto, essas precauções não são apenas para dar adeus aos quilinhos a mais. Os alimentos influenciam diretamente sua saúde bucal, podendo até provocar alguns problemas. Pensando nisso, destacamos quatro sinais de que a sua alimentação está colocando sua saúde bucal em risco.

1. VOCÊ PODE ESTAR PROPICIANDO O APARECIMENTO DE CÁRIES
A doença bucal mais comum é cárie dentária. Diversos pacientes já passaram por esse quadro, que está diretamente ligado à dieta. Os alimentos açucaradas, ricos em carboidratos, especialmente a sacarose, e os pegajosos são exemplos que propiciam a doença. Por isso, é importante evitá-los. Como alternativa, existem comidas que podem substituir e ainda ajudar na sua saúde bucal. As fibras são capazes de fazer uma pré-escovação, esfregando e limpando os dentes ao serem mastigados. Pepino, maçã e melancia são alguns deles. Além disso, beber água estimula a produção salivar, o que protege naturalmente a cavidade bucal.

2. CRISES DE HERPES LABIAL SÃO INFLUENCIADAS PELA ALIMENTAÇÃO
Para quem possui herpes labial percebe que alguns fatores contribuem para a manifestação do vírus. A doença não tem cura, mas podem ser controlada. Cuidar da alimentação é uma grande ajuda para tentar driblar o aparecimentos das lesões. Os alimentos ricos em lisina são indicados para essa tarefa, conseguindo controlar os episódios, como o leite, seus derivados e carne vermelha. Já outros devem ser evitados, pois contribuem para a proliferação do herpes, como o chocolate, abacaxi e castanhas.

3. SANGRAMENTO NA GENGIVA PODE SER PROVOCADO PELOS ALIMENTOS
A gengiva é um importante tecido da boca, responsável por revestir, proteger e sustentar os dentes. É comum que pacientes, especialmente os adultos, cheguem ao consultório do dentista com reclamações de sangramentos nessa área. Além do incômodo, muitos deles já podem estar com um quadro de gengivite, por exemplo. E a alimentação pode estar relacionada com esse problema

As bebidas alcoólicas podem ser destacadas como um desses provocadores. Esses líquidos conseguem corroer os tecidos bucais, como a gengiva, e diminuem a produção salivar. Dessa maneira, diversos restos de alimentos podem acabar ficando na cavidade bucal, o que facilita para o aparecimento de inflamações na área. E então, os sangramentos acabam acontecendo. Por isso, vale a pena rever esse consumo, ou ao menos ter um controle sobre eles, e ficar atento ao momento de escovação, principalmente sobre não aplicar força excessiva no momento ao manusear sua escova de dentes.

4. FIQUE LONGE DAS MANCHAS NOS DENTES
A maioria dos pacientes possuem em comum o desejo de manterem a brancura dos dentes. No entanto, alguns alimentos podem estar atrapalhando isso. As manchas dentárias também representa um resultado da sua alimentação diária. Os alimentos com corante, industrializadas e bebidas escuras, como café e vinho, são exemplos que podem contribuir para o amarelamento do seu sorriso. Além disso, o querido açaí, devido sua forte pigmentação escura, também favorece esse processo, deixando o sorriso escurecido. Por isso, vale a pena investir em alimentos mais saudáveis, com vantagens para sua saúde bucal e geral.

Fonte: ABO (Associação Brasileira de Odontologia)
https://goo.gl/ydWCw7