Como fazer para a anestesia do dentista passar mais r√°pido

PUBLICADO EM 04/06/18

Como fazer para a anestesia do dentista passar mais r√°pido

Alguns procedimentos realizados num consultório dentário são mais complexos e elaborados. Um tratamento de canal, por exemplo, ou uma extração de dente podem demorar um pouco mais e exigir o uso de técnicas invasivas por parte do profissional. Neste caso, o uso da anestesia do dentista é essencial para que o paciente não sofra durante o procedimento.

Falar ou mastigar alimentos com uma parte da boca ainda sobre o efeito da medica√ß√£o √© algo bem complicado de fazer. Essa sensa√ß√£o de ‚Äúdorm√™ncia‚ÄĚ pode durar de 2 at√© 12 horas, por√©m, existem algumas formas e m√©todos que podem ser usados para reduzir esse tempo para voltar √† normalidade.

Vejamos agora quais são eles e de que forma você deve aplicá-los para conseguir alcançar o objetivo desejado.

1. MASSAGEAR AO REDOR DA BOCA
Para realizar a massagem, você deve usar apenas 2 dedos da mão e, de forma suave, ir aplicando uma leve pressão, faça movimentos circulares. Estes devem ser realizados ao redor do local onde ocorreu a lesão para não correr o risco de desfazer pontos ou causar a inflamação do local de alguma forma.

Essa técnica é interessante pois ela ajuda a aumentar a circulação sanguínea local, levando a medicação para outras partes do corpo, diluindo-a. Além disso, o toque estimula os receptores nervosos presentes na pele, aumentando a sensibilização.

2. USAR COMPRESSA MORNA
O calor é um agente terapêutico que tem, como um de seus efeitos, aumentar a circulação sanguínea. Portanto, a aplicação de uma compressa morna ou um pano com água morna no rosto pode ajudar a reduzir o tempo da anestesia do dentista.

O ideal √© usar uma compressa de gelo, se voc√™ estiver com dor de dente. Ele ajuda a retardar os impulsos nervosos da dor e, assim, reduz o inc√īmodo provocado pelo procedimento.

3. TOMAR √ĀGUA
Quanto mais √°gua voc√™ toma, mais r√°pida ser√° a circula√ß√£o sangu√≠nea. Al√©m do mais, o fato de beber bastante l√≠quido ajuda a eliminar toxinas rapidamente por meio da urina, inclusive, as subst√Ęncias utilizadas na anestesia, o que reduz o seu efeito.

4. MASTIGAR DEVAGAR
A sensação que temos é que aquela região da boca nem existe enquanto a anestesia está fazendo o seu efeito, já que não conseguimos senti-la. Portanto, é bastante comum morder a língua ou a bochecha do lado afetado.

Dê preferência ao consumo de alimentos gelados e pouco consistentes como sorvete, suco, vitamina, iogurte e outros que não imponha nenhuma dificuldade durante a mastigação. Desta forma, o próprio movimento da boca é capaz de ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo.

5. PEDIR UM REM√ČDIO AO DENTISTA
Converse com o seu dentista e pergunte a ele se há alguma medicação que possa reduzir o tempo da anestesia, logo após o procedimento, ainda no consultório. Existem uma droga chamada Bridion que o próprio profissional pode aplicar antes de você ir embora.

6. QUAIS OS POSS√ćVEIS EFEITOS DA ANESTESIA?
Alguns sinais e sintomas podem aparecer ap√≥s o uso da anestesia: espasmos nos m√ļsculos da face, tontura, vis√£o turva, sensa√ß√£o de agulhadas por conta da √°rea anestesiada, entre outros. Portanto, se voc√™ sentir algum deles n√£o se assuste!

A agulha usada na anestesia do dentista pode assustar muita criança, mas sabia que adultos também têm medo de dentista? Se você é um deles, não tenha vergonha, leia mais sobre o assunto e saiba que não está sozinho nessa!


Fonte: ABO (Associação Brasileira de Odontologia)