Mastigação correta ajuda a manter o peso

PUBLICADO EM 30/05/18

Não só o que se come, mas também como se come é importante para o sucesso da dieta Praticar exercícios físicos, beber água por dia, evitar alimentos com excesso de gordura, sal e açúcar e dar prioridade ao consumo de frutas e verduras são alguns dos pilares da boa saúde. Mas também é muito importante prestar atenção à maneira como se come, não apenas ao que se come. De acordo ortodontista e ortopedista facial Gerson Köhler, a mastigação tem papel fundamental no emagrecimento e na manutenção do peso. Mastigar várias vezes - e devagar - contribui para que o organismo se sinta saciado com a ingestão de uma quantidade menor de comida. - A correta mastigação é o melhor medidor da quantidade de comida que o corpo deve ingerir. Enquanto a boca mastiga o alimento, o cérebro recebe avisos gradativos sobre a assimilação do que foi ingerido até o momento em que envia o comando de saciedade - explica Köhler.

O ideal, segundo o especialista, é mastigar de 20 a 30 vezes cada porção, dependendo da textura e resistência do alimento. Ao comer muito rápido, mastigando pouco e engolindo o alimento mal triturado, o ponto de saciedade se dará de modo errado: o estômago fica dilatado e com sobrecarga de comida e a quantidade de calorias consumidas é muito maior do que o necessário.

- Por isso, a mastigação correta influencia no processo de emagrecimento e na manutenção do peso. A dieta em si é assunto para médicos endocrinologistas, nutrólogos, metabologistas e nutricionistas - esclarece. O ortodontista destaca que um pedaço de carne exige muito mais mastigação do que uma porção de arroz ou macarrão, por exemplo. O momento ideal para engolir a comida é quando ela está completamente triturada e com saliva. As próprias enzimas da saliva fazem parte do processo de digestão, especialmente em relação aos carboidratos. A mastigação rápida e deficiente pode, inclusive, causar diversos problemas digestivos.

Fonte: ABO (Associação Brasileira de Odontologia)