9 mitos e verdades que seu dentista gostaria que você soubesse

PUBLICADO EM 10/04/18

Descubra como o aparelho ortodôntico, o fio dental e até mesmo o beijo podem influenciar na saúde dos dentes

Para deixar os dentes perfeitos e saudáveis muitas pessoas acabam seguindo dicas que surgem na internet ou conselhos de familiares, porém nem sempre essas informações são corretas, portanto o acompanhamento com o dentista é essencial para manter a saúde bucal em dia.

Para ajudar as pessoas a cuidarem melhor da saúde dos dentes, veja a seguir os maiores mitos e verdades sobre o tema:

A saúde dos dentes e gengivas influencia na saúde geral
VERDADE - E vice e versa também: a saúde geral também influencia na saúde de sua boca. Por exemplo, um foco de infecção de um dente pode provocar uma endocardite (inflamação do coração), e em casos mais graves uma septicemia (infecção grave no sangue). Outro exemplo é: o diabetes quando descompensado pode provocar uma gengivite, periodontite com perda óssea e perda de dentes

Passar fio dental faz a gengiva sangrar
MITO - Se a gengiva sangra ao passar o fio dental, significa que ela está inflamada. A principal causa de inflamação da gengiva é a placa de bactérias que se forma continuamente sobre os dentes. Portanto, se a gengiva sangra é preciso procurar um dentista para resolver esse problema. Pode ser necessário apenas rever a técnica de escovação, fazer uma remoção de tártaro ou um tratamento periodontal.

Aparelho ortodôntico pode provocar perda óssea e perda de dentes
VERDADE - Os dentes são movimentados pela reabsorção e nova formação óssea. Se o movimento não for planejado de forma correta, pode ocorrer reabsorção óssea maior que a desejada. Por isso é importante fazer o tratamento com um profissional qualificado. Aparelho ortodôntico de "enfeite" colocados por pessoas não habilitadas traz consequências graves e muitas vezes irreversíveis.

Beijo transmite cárie
PARCIALMENTE VERDADE - Não é exatamente a cárie que é transmitida, mas as bactérias responsáveis pela cárie. A cárie, para acontecer, depende de alguns fatores: constituição do dente, dieta , higiene, bactérias especificas, pH da saliva.

Passar o fio dental "arranca" restauração
MITO - Se a restauração saiu com o uso do fio dental é por que ela já estava solta, quebrada ou com uma infiltração muito grande. Qualquer que seja o motivo, essa restauração estava em péssimas condições e não deveria mais estar na boca. É necessário fazer uma nova restauração em condições mais adequadas. E mais um detalhe a observar: quando o fio dental desfia ou quebra, significa que algo no contato entre os dentes não está bem. Pode ser uma carie, uma restauração áspera ou com excesso de material. Neste caso também é importante procurar um dentista para resolver esse problema.

Nem tudo que está na internet é de verdade
VERDADE - Os youtubers fazem o possível e impossível para ganhar audiência e patrocinadores. Não é difícil manipular imagens e não existe controle sobre o que é falado. Há uma série de histórias vendidas na internet e YouTube que não funcionam como:
A remoção de tártaro com bicarbonato em 5 minutos: é mentira
Remédio caseiro para dor de dente com pó royal não funciona, é mentira
Receitas para eliminar o mau hálito, com enxaguantes diversos (sem remoção da causa, como placa, tártaro, cárie e focos de infecção) só perfuma, seria como usar desodorante e não tomar banho.

Se eu mastigo de um lado só, devo forçar mastigar do outro
MITO - A mastigação bilateral é automática, assim como andar com as duas pernas. Preferir mastigar de um lado só significa que algo está impedindo a mastigação do outro lado. Pode ser um dente sensível, uma restauração alta, a falta de um dente, um dente em má posição..É preciso remover a causa para poder a mastigar corretamente. A mastigação unilateral durante muito tempo pode causar problemas, até a assimetria do rosto.

Mau hálito sempre é um problema de estômago
PARCIALMENTE VERDADE - Pode sim ser um problema de estômago, mas na grande maioria o problema está na boca: placa bacteriana, inflamação da gengiva, cárie, focos de infecção, saburra da língua. Todos problemas fáceis de resolver com uma boa orientação de higiene e consultas periódicas ao dentista.
Saiba mais: Quando é realmente necessário extrair um dente?

Dentista é caro
MITO - Um trabalho considerado caro, por exemplo, é uma coroa estética, um procedimento complexo que necessita de um profissional bem habilitado, mas dura muitos anos, em alguns casos mais de 10 anos. Uma restauração, que é um tratamento mais simples e rápido, também dura muito anos. Uma limpeza, que deve ser feita ao menos uma vez por ano é fundamental para que a saúde da boca se mantenha até a idade avançada, permite que problemas muito pequenos não evoluam e assim tratamentos mais longos sejam evitados.

Comparando os valores desses tratamentos com outros tratamentos estéticos, altamente consumidos, que duram de uma semana a um mês, será que é caro? Restaurar um dente, não é a mesma coisa que comprar um produto pronto para substituí-lo. Restaurar significa, trazer de volta o mais próximo possível a forma e principalmente a função dos dentes naturais. A clonagem é o grande desafio para o futuro, mas hoje ainda não é possível devolver completamente o que se perdeu. Por isso o importante é conservar e fazer a manutenção da saúde da boca. Prevenir é a maneira mais simples e mais barata de se manter o melhor patrimônio que seu sorriso pode ter, que são os dentes que a natureza deu.


Fonte: ABO (Associação Brasileira de Odontologia)